Buscar
  • BrincArte

Qual a importância de contar ou ler histórias para as crianças?


Desde pequeno eu ouvia histórias da minha avó. Ela era exímia e perita na arte de contar causos. E eram muitos, para além do que se possa imaginar. Por se tratarem de histórias que ela mesmo havia vivido, as narrativas ganhavam vida particular e eram repletas de afetos que apenas saíam como melodias de sua boca. Com enorme paixão pelo que falava, ela fazia com que eu e minha irmã sentíssemos aquilo que ela mesma havia sentido quando presenciou cada acontecimento.

Além de nos levarem para mundos e universos distantes ou até mesmo nos trazer mais perto da nossa própria realidade, histórias tem seu encanto particular. Mas para além do encanto, elas estimulam diversos conhecimentos em formação nas crianças. Para elas, ouvir histórias traz uma diversidade riquíssima de palavras para o seu vocabulário. Muitas vezes, é através das narrativas que o pequeno é apresentado a novos símbolos e significados. Com isto, ele aprende a se localizar melhor em seu meio social, além de obter um leque maior de significados expressivos para os seus sentimentos. É também através das histórias que a criança aprende a se localizar temporalmente, visto que os tempos verbais (passado, presente e futuro) são uma janela enorme de aprendizagem para esta fase da vida. Aprender a diferenciar o antes e o depois, o que está longe do que está perto, além de outros conhecimentos técnicos, são apenas alguns dos aspectos que a linguagem pode lhe apresentar. Se houver gravuras no livro ou mesmo gestos e objetos em uma contação de histórias, a criança aprende ainda a atribuir significados que vão além de seu mundo conhecido, conferindo novos sentidos para a linguagem apresentada. Estes sentidos de que tratam a linguagem são sempre mais significativos quanto mais atrelados a pessoas, objetos e lugares próximos à criança. Desta forma, referir-se a algo conhecido passa a assumir afetos que transbordam o significado literal de cada palavra e é assim que a criança vai criando laços com tudo que a cerca.

Qualquer lugar aonde se possa ir tem alguém falando ou algo escrito, mas as palavras de uma história trazem outro aspecto ainda mais profundo: a imaginação! Quando a narrativa é adequada à faixa-etária em que se encontra a criança, as palavras conhecidas ajudam-na a criarem os mundos descritos nas histórias e as desconhecidas aparecem como pitadas de curiosidades intrigantes a respeito destes. Esta capacidade de criação através de significados estimula a criatividade e ainda o autoconhecimento, fazendo com que os pequenos percebam a infinidade de mundos possíveis existentes dentro desta caixinha intitulada imaginação. É com este material imaginário que a criança vai explorar novos horizontes e traçar novos desafios em suas brincadeiras e se expressar de maneiras diferentes quando se deparar com problemas novos.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo